Durval Carvalhal

Fazer de cada queda um passo de dança.

Textos


ADEUS, ANO VELHO! QUE VENHA FACEIRO, ANO NOVO!
 

Durval Carvalhal



Resultado de imagem para imagem de mudança de ano novo



          Os egípcios antigos já dividiam o ano em 12 meses de 30 dias, calendário que foi sendo aperfeiçoado e expandido pelo resto mundo. Isso foi fundamental para a organização da vida pessoal, social e das nações, com reflexos profundos na contabilidade, na economia, na administração e nas relações entre os países.
      2016 foi um ano complexo e de grande relevância político-social; mas, só o futuro terá o condão de analisar a dimensão dessa importância, posto que ricos empresários e políticos de peso estão sendo julgados, condenados e presos, o que impactará na formação moral das novas gerações, que absorverão a ideia de que o crime não compensa.
        Mas o diabo não é tão feio como se pinta, como diria Machado de Assis; e é sábio fazer de cada queda um passo de dança. A vida oferece-nos um milhão de coisas boas e um milhão de coisas ruins; todavia, se não somos capazes de usufruir 5% das coisas boas, por que nos preocuparmos com o que não presta?
          Cultivemos a responsabilidade, a verdade, o bom humor, a empatia, o amor, o respeito ao próximo, a automotivação, a compreensão, a tolerância, o gosto pela cultura e pela arte, a alegria, a solidariedade, a paz de espírito, o altruísmo; liberte a pessoa boa que existe dentro de você.
       Uma crise pode ser porta aberta para a conquista da liberdade e da felicidade; dessa forma, sejamos borboleta, passemos pelo aperto do casulo, criemos asas fortes e voemos altaneiramente pelos céus do alvissareiro ano de 2017.
Durval Carvalhal
Enviado por Durval Carvalhal em 30/12/2016
Alterado em 30/12/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras